Por que eu devo empreender?



Você provavelmente já se fez esta pergunta, certo? E eu posso responder com certeza, pois você está aqui lendo este texto. rs


Muito bem, na verdade todos nós temos dois caminhos a seguir em nossa carreira profissional, o primeiro caminho de ser empreendedor ou o de não empreender com um CNPJ próprio.


O fato neste texto é que sempre seremos empreendedores onde estivemos inseridos profissionalmente.


Já pensou sobre isso?


A única coisa que diferencia um empreendedor de outro, é um CNPJ. Ou você empreende num CNPJ onde você é responsável totalmente ou em parte, ou você empreende num CNPJ de outra pessoa, sendo um funcionário. E por incrível que possa parecer, ser funcionário não tem problema nenhum, a não ser que, você não queira ser!


Bom, então retornando a pergunta, por que você deve ser um empreendedor? - E respondendo de ambas as formas, empreender é, resolver PROBLEMAS.


Não importa a pílula que você tomou, a azul ou a vermelha, a que você empreende por conta própria ou por conta de um terceiro... A verdade é que você sempre será pago para resolver um problema.


Mas agora você deve estar se perguntando... “André, como eu sou um empreendedor que resolve problema, sendo um funcionário?”


Simples, você só recebe seu lindo salário no final do mês, porque está solucionando algum tipo de demanda para a empresa em que está contratado. Você tem uma capacidade especial que faz com que você se sobressaia sobre as demais pessoas e não seja “trocado” por outro.


E sinto informar, quando aparecer outro, que resolva de forma mais rápida e barata, você será trocado.


Então neste ponto é importante lembrar, que, quanto mais você produzir e de forma mais eficiente, será capaz de solucionar mais problemas em menor tempo, se tornando assim, um grande empreendedor, galgando posições de relevância dentro da empresa de um CNPJ de terceiros.


É muito importante neste aspecto do empreendedorismo a Visão de DONO.

Bom, mas vamos falar sobre empreender através do CNPJ próprio. O famoso “Skin in the Game”, isto é, colocando a sua própria pele em risco, se colocando no jogo, muitas vezes como, jogador, treinador, preparador físico, maqueiro, gandula e torcedor.


Empreender no próprio CNPJ, não é uma decisão fácil! Você precisará ter estômago e saber que muitas vezes, será o primeiro a chegar e o último a sair (Clichê esta frase, né). Mas ela é verdadeira.


Vamos falar sobre alguns números de empreendedorismo, e o principal é: 60%, isso mesmo, sessenta por cento das empresas que abrem, fecham até o quinto ano de vida.


E agora voc